O amor é outra coisa #2 Porque é que os homens são uma merda?

13 de junho de 2014


Antes de mais, vou já aqui deixar um "abanar de cabeça" para todos aqueles que vão ler isto e comentar/pensar/pensar e comentar que sou uma dramática, amargurada ou lésbica. Não sou nada disso (I guess) mas vou tirar vantagem do meu trabalho enquanto escritora para reclamar e expressar os meus sentimentos de desdém que sinto, de vez em quando, para com os homens. Vá, processem-me por isso.

Tenho a certeza que há milhares de homens por aí, que são mais do que dignos do meu tempo e dedicação mas, simplesmente, estou a ter dificuldade em encontrar qualquer um deles. Pelo contrário, parece que só atraio os piores de todos, a escumalha, os idiotas, as maçãs podres que já ninguém quer. Aqueles que até parecem atraentes e perfeitos e maravilhosos à primeira vista, parecem ser respeitáveis durante as primeiras conversas, parecem interessantes nos primeiros olhares. E depois, lixam tudo.

Há uns tempos fiquei interessada, bastante interessada até, num tipo que tinha tudo para parecer perfeito. Jornalista, músico, inteligente e já me tinha conquistado por ali. Fui ter com ele a uma festa e fiquei até mais tarde para falar com ele... até ter acabado praticamente a fugir do carro porque ele achou mesmo (duh?!) que eu tinha ficado ali para ele me saltar para cima. O sexo é mesmo a única coisa que estes idiotas querem. E eu já fui ingénua o suficiente para pensar que se um homem colocava tanto esforço em estar comigo, não poderia ser só isso.

E se alguma mulher por aí está a ler isto e a concordar com a cabeça, esqueça. Um tipo não fala connosco dia e noite durante semanas porque gosta de nós. Provavelmente até já nos disse algumas vezes que sim. Mas se lhe colocamos um deadline, ele vai até ao fim. E quando o consegue, sai graciosamente do jogo. Eu pensava que comportamentos destes só eram comuns numa percentagem pequena de idiotas. E idiotas na faixa etária dos 20 anos anos. Mas, aparentemente, não. E aparentemente, eu já me cruzei com metade deles.

Os idiotas com quem perdemos tempo precioso da nossa vida a tentar criar uma conexão, afinal só nos querem deitadas. E nuas. E depois vestidas. E bem longe da vista deles. Achamos que eles não iriam perder tanto tempo se era só isso que queriam. Mas estamos enganadas. Este é também o momento em que eles gabarolam-se aos amigos que não os deixamos em paz, que continuamos a perguntar se se passa alguma coisa quando eles apenas queriam sexo e se não compreendemos isso. Não, na verdade não compreendemos. Porque se um tipo diz que gosta de nós e depois desaparece, se calhar as malucas não somos nós.

E é aqui eu quero chegar. Porque durante muito tempo senti desdém por um tipo que conheci e me trocou as ideias todas. Só de olhar para ele, ficava completamente desnorteada. Depois de várias conversas, saídas em grupo em que não conseguíamos olhar um para o outro e trocas de mensagens banais mas cheias de sinais subliminares, tive a coragem de o convidar para sair comigo. E isto não é fácil de se fazer. Não é fácil colocarmo-nos aos pés de alguém, tirarmos as nossas máscaras e expormo-nos à sua vontade. Demorei dias e horas a remoer no assunto. Escrevi e apaguei a mensagem várias vezes. Li e reli as nossas conversas para perceber se era imaginação minha. E quando, de respiração suspensa, tive a coragem e lhe enviei uma mensagem a convidá-lo para sair comigo... ele não me respondeu mais. Até hoje. Quando o vi depois da mensagem nunca mais respondida, quis esconder-me num buraco. Ali no meio de um concerto com meia dúzia de pessoas onde só o via a ele à frente, tive de colocar uma máscara e sorrir de indiferença. Achei-o idiota. Cobarde. Egoísta. Mau caracter. Porque ele não compreendia como me tinha custado convida-lo para sair. No mínimo podia ter dito que não.

Mas se calhar ele não é idiota. Porque teria sido muito mais fácil sair comigo, dar-me meia dúzia de conversas e depois de me enrolar na cama dele, chutar-me para fora da sua vida novamente. Se calhar, ele é um dos milhares dignos do nosso tempo. Porque não estava realmente interessado. E mostrou-o. De uma forma estupidamente egoísta, mas demonstrou.

Os homens são uma merda, é verdade, mas ainda há alguns que escapam. Mas onde é que eles estão (os que não são casados, gays ou comprometidos)?






3 comentários

  1. Revi-me completamente neste texto. E às vezes é difícil assumirmos estas coisas mas também eu já fui enganada por muitos idiotas iguais a esses... Mas há-de chegar a nossa hora :)

    ResponderEliminar
  2. Vais conhecer um homem (quase) perfeito que não tenha medo de ter ao lado dele uma mulher como tu. Desliga-te é desses idiotas com quem vais mantendo contacto, nem sei bem porquê miúda...

    ResponderEliminar
  3. o titulo devia ser o diário de um mulher resabiada.
    Um homem tem namorada e esperas que responda! Acho que como mulher e acima de tudo como pessoa devia ter respeito pelas outras, e não te meteres em outras relações.

    Já diz o velho ditado, cada um tem aquilo que procura

    ResponderEliminar

Latest Instagrams

© Helena Magalhães. All Rights Reserved. Design by Fearne.