Madrid #2

15 de outubro de 2015 Madri, Espanha




No segundo dia em Madrid, apanhámos sol, sol, sol. Estava frio mas, ao mesmo tempo, calor porque o sol estava quente o que, em Madrid, e em Outubro, é, digamos, coisa rara. Passámos a manhã e parte da tarde na zona de Malasaña, que engloba as estações de metro de Tribunal, Bilbao e Plaza de España e, à noite, é a zona principal de copos e bares (onde está o Pachá, por exemplo). Para quem visita Madrid pela primeira vez, toda a zona da Malasaña fica ao lado do centro, da Gran Via e, ao mesmo tempo, engloba uma série de zonas mais tradicionais e boémias, perfeitas para andar e nos perdermos por ali.

Há imensa vida nas ruas, imensos cafézinhos, lojas vintage e de roupa em segunda mão, de discos, de livros, paredes com graffitis e imensos restaurantes que agradam a todos os paladares. Descobri uma loja de rua onde comprei algumas roupas baratéééérrimas (umas calças à boca de sino por 15€ é mais do que baratérrimo) e fomos almoçar ao La Bicicleta Café que é giro, sim senhor, mas uma grande desorganização - não servirem nada da cozinha às 15h30 é surreal. Almoçámos cafés e fatias de bolos.

Tinham-nos falado do por-do-sol no Templo de Debod e foi o que fizemos. Não entrámos lá dentro (porque a fila era enorme) mas sentámo-nos por ali a conversar e a usufruir da vista fantástica que se tem de lá. Este Templo foi construído no séc IV a.C no Egipto, como uma reverência ao Deus Amun, mas nos anos 60 foi desmontado, doado a Espanha pelo Estado Egípcio e reconstruído, pedra por pedra, em Madrid e é, hoje em dia, uma passagem obrigatória em qualquer roteiro madrileno. Havia músicos a tocar jazz e saxofone na rua e, para quem procura um fim de tarde mais chill, este é o sítio a ir. 

Voltámos à zona Malasaña à noite, fomos a um bar e andámos a pé pelas ruas a absorver a cultura nocturna da cidade. Confesso que não sou pessoa de, em viagem, sair à noite. Gosto de viver a cidade, as ruas, as pessoas e não propriamente as discotecas. Além de que não gosto de, no dia seguinte, acordar às duas da tarde e perder metade de um dia noutra cidade a dormir.

Chega de conversa e vamos às fotografias do segundo dia.






































FYI: Casaco e poncho, Jumbo Moda (nova colecção), Sapatos oxford, Jumbo Moda (ano passado), chapéu, H&M, Skinny jeans, Zara, Sunnies, Parfois.

5 comentários

  1. Que fotos bonitas! E que saudades de Madrid!

    Jiji

    ResponderEliminar
  2. Todos estes teus últimos posts fazem-me lembrar que já devia ter voltado a Madrid! Que saudades!

    ResponderEliminar
  3. Que fotos tão bonitas! Dás-me cada vez mais vontade de lá ir!

    Lena's Petals xx

    ResponderEliminar
  4. Às 15h30,o melhor sítio para almoçar é nos 100montaditos :p o Melhor Sítio para restabelecer as energias - porque os km's que se andam, podem ser bem substituídos por pauzinhos de nutella e/ou pão de cereais com molho pesto e mozzarella :p e a bela da sangria ;)
    Acho que o Templo de Debob deve ser visitado em qualquer hora do dia :p O pôr do sol é lindo, mas mesmo à noite também - as iluminações dão um ar mágico àquele lugar que já de si parece encantado!
    Tal como tu, quando viajo, não gosto muito de ir para discotecas porque acordar tarde no dia seguinte, não é opção e também não gosto de andar a morrer de sono enquanto ando a passear :)
    Podes continuar a fazer posts porque eu não me canso de ver fotos de Madrid :p

    Beijinho, Carla.
    Alana & Kyra

    ResponderEliminar
  5. Não acredito que nunca fui a esse templo... o por do sol parece lindo nas fotos. Que falha :(

    ResponderEliminar

Latest Instagrams

© Helena Magalhães. All Rights Reserved. Design by Fearne.