O AMOR É OUTRA COISA #41 Homens: como matar o tesão numa mulher

19 de abril de 2016


Estou sempre a escrever para mulheres, é verdade, mas muitas vezes sinto que faria muito mais sentido, ao ser mulher, escrever para homens. Porque os homens falham - e falham tanto - no trato connosco. E muitos deles nem sequer se apercebem.

Apego versus Desespero

Hoje de manhã, estava a descer a Avenida da Liberdade, e, quando parei para atravessar a passadeira, estava um casal sentado num dos bancos. Ele chorava intensamente enquanto ela tentava falar com ele. Nos bocados de conversas que ouvi, ele dizia "não é justo quereres acabar assim" e "por favor, não me faças isto". Tive de me auto-mutilar para não os abordar.

Homens - pausa para respirar fundo - isto mata instantaneamente tudo o que uma mulher possa estar a sentir. Se ela estiver com dúvidas, acreditem, vai deixar de as ter. Porque há uma linha muito ténue entre o apego e o desespero. E não estou a dar conotação negativa à palavra desespero. Mas este "por favor não me faças isto" ao invés de criar desejo, cria pena.

E a pena é o amargo e fel caminho para o fim.

Não há nada de errado em mostrarem que gostam e aquilo que sentem. Na verdade, deveriam mostrar mais os vossos sentimentos. Mas têm de conseguir perceber a quantidade certa a mostrar sem levar as coisas longe demais.

Coisas absurdas que já ouvi de homens

  • Um ex-namorado, uma vez, disse-me que, por minha culpa, andava a tomar comprimidos para dormir.
  • Outro, ligou-me, uma noite às tantas da manhã, a chorar e a gritar que não merecia o que lhe estava a fazer.
  • Um tipo enviou, a uma amiga, selfies dele a chorar a olhar para a câmara.
  • Outro tipo enviou whatsapps intermináveis a implorar para ela ir com ele para outro país porque lá, longe de toda a gente, as coisas iam funcionar.
  • Ainda outro, enviou "por engano" printscreens de chats com uma outra rapariga.

E acreditem, estes cinco exemplos, são reais e não os tirei da minha imaginação. E se eu dissesse que eram comportamentos de mulheres, toda a gente ia acenar com a cabeça. Porque nós mulheres somos tããããão dramáticas. Mas não, tudo isto foram comportamentos de homens. E levaram a quê? A nada. Porque fomentar pena na outra pessoa não a vai fazer amar-nos mais ou querer voltar para nós.

A pena destrói o tesão

Eu sei que somos todos diferentes. Sei que há pessoas que amam por pena ou alimentam relações assentes em sentimentos de piedade. Mas como ter tesão por um homem que nos manda printscreens "por engano"? Eu também já tive ataques de dó no passado em que chorei e implorei por migalhas. Mas, felizmente, foram as vezes suficientes para aprender que, por mais magoados que estejamos, o melhor caminho é dar tempo e espaço à outra pessoa.

Tempo para resolver os seus conflitos interiores e espaço para que possa sentir a nossa falta.

Se nada disto funcionar, é partir para outra. Chorar, enviar mensagens loucas, dizer que andamos a tomar anti-depressivos só vai fazer com que, do outro lado, a pessoa queira fugir cada vez mais.

O tesão passa a repelência e, voilá, c'est fini.

Fotografia tirada por Faz de Conta Fotografia

7 comentários

  1. Pela minha experiência, esse tipo de comportamento mata o interessa a qualquer pessoa, homem ou mulher. Mata, quer dizer, dá a estocada final, porque quando chega a esse ponto a relação já está moribunda. Parece-me que quando alguém chega a tal estado ocorre um desequilíbrio fatal na relação: o poder fica todo de um lado e o que implora passa a ser o coitado, o mal-amado, mesmo que não se pense nestes termos. E é difícil sentir desejo por alguém que passámos a ver dessa forma. Selfies a chorar para a câmara já roça ali o psycho :P


    Perdida em Combate

    ResponderEliminar
  2. O tesão passa a repelência ahahah tão bom xD

    ResponderEliminar
  3. Selfies a chorar? Printscreens por engano? ahaha tão bom!

    ResponderEliminar
  4. Selfies chorando? hahaha Socorro!
    Lembrei de várias situações assim bizarras para te contar!!

    ResponderEliminar
  5. Selfies a chorar mata tudo :)
    Inês

    ResponderEliminar
  6. Adorava que tivesses abordado o casal ehehehe gostava de ter a tua forma de analisar as coisas. Consegues sempre por por palavras muitas das coisas que penso mas não consigo expressar ;)

    ResponderEliminar
  7. Não podia estar tão de acordo contigo. Já acabei um namoro e ouvi as mesmas palavras, "não me faças isto por favor", "eu não mereço", os comprimidos e as dezenas de vezes que quis falar comigo ou aparecer-me em minha casa de repente. Achei difícil acabar com um relacionamento mas nunca julguei levar com isto tudo. As dramáticas somos nós!

    ResponderEliminar

Latest Instagrams

© Helena Magalhães. All Rights Reserved. Design by Fearne.