Os 15 livros que devem ler este verão. E bastam 15 segundos para se apaixonarem por eles.

26 de junho de 2018 com The Body Shop


Eu, na verdade, queria era dizer: 15 livros que ao fim de 15 segundos a ler a contracapa já estamos apaixonados (o que é raro, pelo menos para mim). Isto é quase tão bom como não ter de ficar de pé no quarto à espera que um creme seque para me poder vestir. E lá vem o 15 novamente: os iogurtes de verão da The Body Shop secam em exactamente 15 segundos.

Então a única coisa em comum que os livros têm com a The Body Shop este mês é o 15? Bem, não necessariamente. Mas os body yogurts corporais são a novidade deste verão: frescos, leves e a cheirar a coisas tão veranis como a banana, a manga, a coco ou a moringa. São cremes para quem está sempre com pressa. Ou para quem não quer é perder muito tempo com estas coisas porque quer logo, logo começar a ler.

Qualquer que seja a interpretação, queria era mostrar-vos estes iogurtes corporais e as minhas sugestões de leituras para este verão. Levem um de cada para as vossas férias e cuidem do corpo e da alma.


15 leituras para este verão



Vou começar com cinco novidades deste verão. São livros que nos aceleram e dão adrenalina de tão empolgantes que são. E acho que nem precisam de 15 segundos para ficarem arrebatadas. Para ler na praia debaixo do chapéu de sol ou nas noites longas de verão na varanda. Ou no sofá, porque também se lê no sofá no verão. Pedido de Amizade de Laura Marshall é um thriller intenso que li num único dia porque não conseguia parar. Mostrei-o no Instagram, podem passar lá e ver a foto em que falo mais dele. Mulheres da Noite de Sara Blaedel conta mais uma aventura da inspetora Louise Rick após investigar a morte de uma prostituta. Policiais no feminino? Check! A Namorada de Michelle Frances é um thriller psicológico de cortar a respiração sobre uma mãe e a namorada do filho que não é bem aquilo que aparenta ser. Para os amantes de Agatha Christie, ela aqui não é autora mas sim personagem. A Mulher do Expresso do Oriente de Lindsay Jayne Ashford conta a história de Agatha que embarca incógnita no Expresso. Mas ela não é a única passageira com segredos e a sua companheira de cabine vai levá-la para uma aventura. E por último, uma novidade mais emocionante: Uma Canção Nunca se Esquece de Val Emmich conta a história Joan Lennon, que tem memória fotográfica e lembra-se de tudo da sua vida, e de um actor famoso de Hollywood, Gavin, que quer esquecer tudo o que lhe lembra o seu companheiro Syd que morreu. Poderão os dois ajudar-se? Este é para chorar eheheh.


E porque o verão é das melhores alturas para ler livros históricos (porque estamos com a mente mais liberta do trabalho e podemos embrenhar-nos nestes temas) quero sugerir cinco romances históricos absolutamente apaixonantes. A Sociedade Literária da Tarte da Casca de Batata de Mary Ann Shaffer conta a história de uma jovem escritora à procura de um tema para o seu livro e de uma sociedade secreta de leitores durante a ocupação alemã na ilha britânica de Guernsey na II Guerra Mundial. Uma história comovente sobre o poder da amizade, dos livros e do amor. Vão chorar. E depois vejam o filme. Como amei A Musa, comprei O Miniaturista de Jessie Burton na Feira do Livro. Uma história incrível que evoca a atmosfera de Amsterdão do séc. XVII e que aborda as questões de sexo, raciais e de classe social com um certo suspense à mistura. Que miniaturas são estas que continuam a chegar à casa de Johannes e que são um presságio de coisas que vão acontecer? O Tatuador de Auschwitz de Heather Morris é a história real e assombrosa do homem que tinha a tarefa de tatuar os prisioneiros marcados para sobreviver e da mulher que conquistou o seu coração. Quem amou O Tempo entre Costuras vai amar As Vinhas de La Templanza de María Dueñas. É um livro dois em um: por um lado, cheio de aventuras pela jovem república mexicana e pela Havana colonial e, por outro, uma história de amor arrebatadora. E para finalizar: A Carruagem dos Órfãos de Pam Jenoff. Um romance poderoso sobre a amizade, tendo como pano de fundo um circo durante a II Guerra Mundial, e duas mulheres fantásticas e as suas histórias de sobrevivência.



E claro que não podia faltar a minha secção favorita de livros: os young adult. Para leituras de nostalgia, de romances de verão adolescentes e para acabar as férias a sentirmo-nos renovados e cheios de energia. Um de Nós Mente de Karen M. McManus é um thriller juvenil divertido e cheio de suspense: o crânio, o atleta, o criminoso e a princesa. Um morto. Qual deles mente? Fala-me de Um Dia Perfeito de Jennifer Nivel é o clássico young adult cliché que, no fim, é tão bom. Violet só quer fugir da cidade onde mora e da dor pela morte da irmã. Theodore é o rapaz estranho da escola obcecado com a própria morte. Esta é a história de amor entre uma rapariga que aprende a viver graças a um rapaz que quer morrer. Os Altos e Baixos do meu Coração de Becky Albertalli é uma história divertida e comovente sobre os primeiros amores e sobre sermos fiéis a nós próprios. Apesar de ser uma história juvenil, tem uma mensagem de inclusão e aceitação para a vida toda. E este é outro que, mesmo estando na categoria young adult, A Rapariga que Sabia Demais de M. R. Carey é, para mim, uma história extraordinária sobre Melania, uma menina especial que adora ir à escola. Mas a ida à escola implica aguardar na sua cela que homens armados a levem amarrada. Porquê? Porque a Melania é... zombie. ehehehe spoiler alert mas é só para dar já uma vontade de ler. E por último, e neste registo mais sobrenatural mas juvenil, Lost Boys de Lilian Carmine é um romance sobre aquilo que dá vida à literatura young adult: os amores proibidos. Numa nova cidade, Joey sente-se um pouco perdida, até que conhece o misterioso Tristan a vaguear por entre as sepulturas do cemitério e os seus rapazes que a vão levar pela maior aventura da sua vida.


E acompanhem com os Body Yogurts que secam em 15 segundos

A vida é demasiado curta para estarmos à espera que o nosso creme de corpo seque. Tal como a vida é demasiado curta para lermos livros que (infelizmente) não nos apaixonam. Estes novos produtos da The Body Shop são a novidade deste verão, absorvem instantaneamente e dão até 48h de hidratação sem deixar a pele pegajosa. E para quem não tem tempo a perder ou porque, como eu, quer tentar ler esta lista toda neste verão, podem mesmo ser ainda aplicados com a pele húmida logo depois do banho. Assim é refrescar no banho, meter o creme e voar para o sofá para continuar a ler. São ainda 100% vegan e existem em vários sabores... hihihi em vários cheiros, claro: banana, manga, morango, coco, amêndoa, british rose e moringa. Podiam ser para comer mas são para alimentar a pele.

E para fechar esta minha trilogia literária com a The Body Shop, pensei em fazer um último passatempo e, no instagram, vou oferecer um kit de iogurtes corporais. Assim, só têm de comprar os livros que mais tentadas estão a ler. Eu cuido do vosso corpo. Agora vocês cuidem da vossa alma :)

Post escrito em exclusivo para The Body Shop.

2 comentários

  1. Ai Helena já me estás a arruinar a carteira. Porque acredita que fiquei com vontade de ler pelo menos uns dez dessa lista. Obrigada por este post porque estava mesmo a precisar de leituras para o verão :)

    ResponderEliminar
  2. Aiiii, lá vai a minha wishlist da wook aumentar... 😁 obrigada pelas dicas 😊❣️

    ResponderEliminar

FOLLOW ME ON INSTAGRAM

© Helena Magalhães. All Rights Reserved. Design by Fearne.