Produtos de beleza mini e em uni-doses para evitar o desperdício na cosmética

20 de junho de 2018 com Auchan


Já andava há algum tempo com vontade de falar de um dos fenómenos da beleza que, no meio de tantas tendências desnecessárias, é realmente útil - os cosméticos em uni-doses ou em doses mini que começaram a aparecer de forma humilde e, neste momento, já praticamente todas as marcas apostam neles. Depois dos cosméticos multifuncionais, esta é, para mim, a melhor coisa que um dia alguém se lembrou de fazer. E, além de ser uma forma de ver a cosmética muito mais ecológica e com menos desperdício, isto é especialmente adequado ao verão.

Há uns dois anos lembro-me de ler um artigo que dizia que os produtos em doses individuais seriam o futuro da cosmética. Na altura tive algumas dúvidas e questionei-me porque razão alguém iria gastar dinheiro numa dose única quando poderia comprar logo a embalagem inteira. Quão errada eu estava.

Lembram-se do multi-masking? A premissa básica é que a nossa pele não é toda igual. Podemos ter a zona-T mais oleosa mas as bochechas mais secas. Assim, aplicamos máscaras especificas em cada zona e temos um tratamento personalizado. Depois disto é fácil perceber porque é que os produtos mini ou em doses individuais se tornaram tão populares. Porque a nossa pele não precisa do mesmo todos os dias. Ao invés de comprarmos cinco ou seis produtos diferentes que provavelmente nunca iremos usar até ao fim, podemos comprar várias doses individuais ou embalagens mais pequenas para usar quando realmente precisarmos e, principalmente, para usarmos até ao fim evitando, assim, o desperdício.

Porque é que estes produtos são afinal melhores?

Há tantas razões que poderia ficar aqui todo um dia a falar sobre isto. Mas vou enumerar três que acho que são as mais importantes:

São mais higiénicos
O gesto de abrirmos e fecharmos um produtos (ou, no caso dos boiões, de colocarmos lá os dedos) vai contaminá-lo. Sempre que abrimos a tampa estamos a tirar-lhe tempo de vida. É por isso que, depois de abertos, muitos não duram mais de seis ou nove meses. É o tempo que se acredita que ele aguenta sem oxidar, começar a perder propriedades ou a ficar contaminado com microrganismos infecciosos como bactérias, fungos e vírus. Produtos de uso único são sempre mais seguros.

Não contribuímos para o desperdício
Vendo o exemplo das máscaras: a nossa pele não precisa sempre de hidratação. Vai haver dias em que precisa de um detox. Ou outros em que precisa de brilho ou de alguma acção calmante porque está mais sensível. Se comprarmos embalagens de máscaras para tudo aquilo que precisamos, vamos precisar de ter uns seis produtos diferentes e o mais certo é perderem a validade antes de  terminarmos as embalagens todas. As máscaras em uni-doses são mesmo a cereja no topo do bolo da cosmética. Pessoalmente, deixei de comprar máscaras em tubos ou boiões e já só uso estas opções.

São mais práticos e seguros para o verão
Eu nunca mas nunca levo os produtos de beleza que uso em casa para férias. Primeiro porque não os quero aos trambolhões nas malas durante as viagens, expostos ao calor e a condições que os poderão estragar. Segundo porque em férias nunca vou precisar de tooooodas as coisas que tenho em casa. E terceiro porque não é nada prático. É por isso que sou absolutamente fã das embalagens mini. Não confundam com as amostras que as lojas dão. Falo mesmo de produtos em tamanho mais pequeno próprios para viagens, para ter dentro da mala, para o ginásio, etc.

Alguns produtos mini ou de dose única que gosto e que são úteis no verão

Claro que há mil e uma marcas por onde podem escolher. Mas eu, como já vem sendo habitual, gosto de mostrar opções simples, acessíveis e, sempre que possível, mais naturais.


Uma das grandes novidades da Cosmia para este verão é mesmo a aposta massiva nas embalagens mini em imensos produtos úteis como desodorizantes, produtos de styling de cabelo, de limpeza de pele, gel de banho, tem também um mini creme de rosto e corpo para SOS e até protetores solares. Porque há mesmo quem goste de trazer um protetor na mala (como eu) e não queira andar com um frasco gigante. Lembro que no ano passado usei duas embalagens do protetor solar de rosto porque tem mesmo uma textura confortável de usar no dia a dia e é à prova de água. A novidade deste verão é o after-sun iridescente que acalma a pele mas deixa uma espécie de brilho.

Falando de uni-doses, tenho tantas mas tantas que nem sei por onde começar. Como são produtos baratos, sempre que vou às compras trago algumas para nunca me faltar quando surgir a necessidade. Para cabelo destaco duas marcas que tenho usado: Davines e Apivita, ambas praticamente naturais e com resultados imediatos. No rol das novidades, a Cosmia lançou também quatro máscaras para quatro necessidades: hidratação, matificar, purificar e anti-rugas. Já usei todas menos a matificante porque não tenho pele oleosa. Mas há mais marcas que podem experimentar como as máscaras de tecido da Garnier e as embalagens duplas da Nivea. E uma máscara é um produto obrigatório em férias para tratar a pele e o cabelo depois do sol.


E óbvio que nesta lista veranil não podia faltar os meus ricos sprays faciais e as brumas solares. Devíamos fazer uma oração todos os anos a quem se lembrou de criar estes produtos. A bruma solar da Uriage e da Filorga são dois exemplos de produtos mais do que obrigatórios este verão. É uma espécie de água termal mas com filtro de proteção solar, ideal para o dia-a-dia (quando vamos almoçar a uma esplanada ou passar a tarde no outjazz, por exemplo). E a Cosmia também já tem o seu spray facial: um pulverizador com água pura que tonifica, refresca e hidrata. Por enquanto ainda só tem de 150ml mas é um tamanho confortável para trazer na mala.

Gosto de partilhar sempre as minhas visões: não contribuam para o desperdício. Usem produtos de doses pequenas e únicas porque assim saberão que irão usar até ao fim. E reciclem as embalagens todas.



Post escrito em exclusivo para Auchan.

3 comentários

  1. Helena, tudo certo, exceto o "não contribui para o desperdício" .
    Contribui sim para o desperdício de plástico, pois implicará comprar mais embalagens ao invés de comprar uma apenas que terá uma maior durabilidade. Embalagens mini não são ecológicas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Andreia: quando falamos em sustentabilidade não podemos SÓ falar de embalagens. Esse é só um lado desta saga toda. O problema não está só nas embalagens… Mas também na formulação dos cosméticos. A maioria dos produtos de beleza é composto de 80 a 95 por cento de água mas até 2050, mais de 1,8 biliões de pessoas serão afetadas pela escassez de água. Então, quanto maiores os produtos, mais água têm. Nesta era do consumismo extremo, dificilmente usamos um produto até ao fim, principalmente em tipos de produtos onde, normalmente, compramos vários (como as máscaras). As doses pequenas ou as uni-doses são o futuro da cosmética neste mesmo sentido :)

      Deixo este artigo também: https://observador.pt/2018/06/25/o-plastico-e-a-cosmetica-pode-a-beleza-ser-eco-friendly/

      Eliminar
  2. Concordo muito com a tua ideia!! Cheguei a comprar um blush da Benefict em tamanho mini ha 1 ano e ainda tenho!! Produtos como estes podem durar tanto como os outros e foi gasto tudo em menos quantidade! As pessoas têm de ver o que é melhor para seu uso próprio/ambiente e não porque os outros têm igual! Claro que uma pessoa que seja maquilhadora quererá o tamanho maior! Mas para quem se maquilha ao fim de semana ou muito básico durante a semana não precisará de tudo em grande! No meu caso (e se todos fossem assim) as embalagens mini tornariam-se mais ecológicas! A meu ver fiz menos "lixo" com compras deste género :) Temos de ir de encontro com as nossas necessidades. :D

    ResponderEliminar

FOLLOW ME ON INSTAGRAM

© Helena Magalhães. All Rights Reserved. Design by Fearne.