Desafio de outono: os 16 livros do book gang para ler nos próximos meses

24 de outubro de 2018


Fiquei tão feliz por me terem pedido uma lista de outono. E agora que penso nisso, a de verão até correu muito bem. Melhor do que estava à espera. Feitas bem as contas, dos 15 (que depois passaram a 16 porque se acrescentou As Raparigas Perdidas) só não li A Mulher do Expresso Oriente, As Vinhas de La Templanza (que passa para esta lista) e A Rapariga que Sabia Demais e o Lost Boys (que acabei por nunca chegar a comprar).


A nível de sucesso, acho que foi notório o impacto que alguns tiveram e como foram escolhas acertadas, o que me deixa muito feliz: O Pedido de Amizade, A Namorada, O Tatuador de Auschwitz, o Um de Nós Mente e o próprio As Raparigas Perdidas que não estava na lista e foi acrescentado só no instagram foram lidos massivamente por vocês. Adoro quando confiam nas minhas sugestões e, acima de tudo, quando as partilham e me marcam nas vossas leituras porque esta partilha e este passa a palavra é a derradeira chave da influência.

De nada significam likes nem seguidores nem comentários. O passa a palavra ainda é, mesmo nos dias de hoje, a melhor forma de divulgação.

Tal como no verão, este desafio é para ser lido em conjunto. Tirando o Ao Sol de Tânger que já comecei a ler, ainda não toquei em nenhum destes livros e a ideia é irmos lendo ao mesmo tempo. Ou, à medida que vou lendo e vou gostando mais de uns ou menos de outros, vou dando o feedback e vocês vão escolhendo os que querem ler este outono.

Estes 16 livros para o outono são escolhas um pouco pessoais. Alguns são novidades que acabei de receber, outros são livros que já comprei porque queria mesmo ler mas ainda não comecei (e, por isso, esta é a altura ideal) e outros são coisas que comprei em segunda mão mas que, ainda assim, me parecem valer a pena.

As 16 leituras para este outono

Mataram a Cotovia de Harper Lee é um clássico que faz parte do plano de leitura nas escolas americanas e que já li há muitos anos. Comprei agora um exemplar para ter em casa e quero voltar a ler. Do Canto da Sala Oval de Beck Dorey-Stein é um testemunho real dos bastidores da equipa de Barack Obama, escrito pela perspectiva ligeira e divertida de uma jovem funcionária. Estou mesmo muito curiosa com este. Conversas Entre Amigos de Sally Rooney. É o primeiro que vou ler de Rooney e conta a história de quatro jovens amigos aspirantes a artistas e da sua complexa entrada num ménage-à-quatre de onde dois deles se tornam inesperadamente mais íntimos. A Nossa Vida em Sete Dias de Francesca Hornak é uma história divertida sobre uma família obrigada a ficar fechada em casa de quarentena no natal, isolados e forçados a conviver uns com os outros. É daqueles dramas divertidos e cheios de comédia da vida real.

Três Coroas Negras de Kendare Blake é um novo fantástico que está a ser falado em todo o lado: 3 rainhas irmãs com 3 poderes mágicos cobiçados e só uma pode ficar com o trono. Beloved de Toni Morrison é inspirado numa história real e conta a história de Sethe, uma ex-escrava que mata a sua própria filha para que esta escape ao destino da escravidão. É de um autor de prémio Nobel. As Boas Mães de Alex Perry é a história real das mulheres que enfrentaram uma das mais poderosas máfias do mundo. O Rapaz Escondido de Katherine Marsh conta a história de Ahmed que fugiu da Síria, de Max, um rapaz americano que se mudou com a família para a capital belga e de uma amizade improvável.

A Coisa de Stephen King, a clássica história sobre sete adultos que regressam ao lugar onde cresceram para enfrentar um pesadelo que todos viveram. Chamavam-lhe Grace de Margaret Atwood já está em série mas não vejam antes de ler: conta a história de Grace, condenada pelo homicídio do dono e da governanta da casa onde trabalha, mas há quem diga que ela é inocente. Nome de Código: Verity de Elizabeth Wein é a história de duas jovens que se tornam amigas no meio do mundo da espinonagem em plena II Guerra Mundial. As Vinhas de La Templanza de María Dueñas vem da lista de verão porque quero mesmo lê-lo. É um livro dois em um: por um lado, cheio de aventuras pela jovem república mexicana e pela Havana colonial e, por outro, uma história de amor arrebatadora como a autora nos habitou no O Tempo Entre Costuras.

O Prodígio de Emma Donoghue é a história de Anna que se recusa a comer mas, apesar disso, parece sobreviver e o drama dela parece culpa da família e do fundamentalismo que paira naquela casa. Eu amei O Quarto de Jack, já há muito que queria ler outro da autora. Ao Sol de Tânger de Christine Mangan já estou a ler porque me despertou logo a atenção: e é a história de 2 amigas e de um acidente do passado que parece voltar quando se reencontram em Marrocos. Daqueles thrillers psicológicos que já me está a fascinar. A Rapariga dos Pés de Vidro de Ali Shaw talvez seja difícil encontrar porque é um livro antigo que comprei em segunda mão apenas porque fiquei intrigada com o título: um fantástico que conta a história de Ida que sofre de um mal misterioso - lentamente o seu corpo começa a transformar-se em vidro. Fica Comigo Este Dia e Esta Noite de Belen Gopegui é a história de Mateo e Olga, duas pessoas que pertencem a estratos sociais e a mundos diferentes mas têm um traço em comum. Ah e Mateo tem 22 anos e Olga tem mais de 60.

Vamos ver quantos vamos ler e quais vamos mais gostar. Vou dando o feedback de todos pelo Instagram :)

a little behind the scenes: 

1 comentário

  1. Há aqui livros muito interessantes :) só tenho pena que seja tão caro comprar livros em português, principalmente quando muitos destes acabaram de sair...

    ResponderEliminar

Latest Instagrams

© Helena Magalhães. Design by FCD.