Está frio na rua, vamos ficar em casa? 5 dicas para tornar a decoração mais quente

12 de novembro de 2018 com Auchan


Cresci habituada às mudanças da minha mãe. Por mais que o meu pai dissesse "pronto, lá está ela com as suas alterações", a minha casa de infância foi sempre uma esponja do estado de espírito da minha família. Ou da minha mãe. E eu fazia o mesmo. O meu quarto teve tantas, mas tantas decorações diferentes que consigo facilmente identificar cada fase da minha vida pela decoração que o meu quarto tinha.

Claro que tive cortinados cor-de-rosa choque com posters das Spice Girls em todos os centímetros de parede que existiam. Mas também tive cortinados pretos feitos com páreos de praia, velas por todo o lado e estrelas brilhantes coladas no tecto porque achava que era esotérica. Cresci com um estúdio (aquelas camas que tinham móveis por cima tão populares nos anos noventa) e aos poucos fui desmontando tudo, até já dormir no gavetão com um colchão porque não queria mais nada no quarto - os benefícios de ser adolescente e os pais aturarem todas as nossas crises, certo?

Então esta necessidade de mudança claro que me tem acompanhado na minha própria casa. Quem me lê há algum tempo, já acompanhou as várias mudanças na decoração porque, na verdade, e volto a repetir, acredito que a decoração da nossa casa tem de refletir o nosso estado de espírito. Se não há dinheiro para mudar a sala ou o quarto todos os anos (quem me dera...), há, pelo menos, pequenas coisas que podemos ir fazendo ao longo do ano para ir adaptando o nosso decor a cada estação. Porque essa é a forma que temos de dar toques pessoais à nossa casa e criar aquela sensação de realmente pertencer onde moramos (especialmente para quem, como eu, tem casas alugadas e fica difícil chamar as nossas casas de "nossas").

E mesmo a tempo do friozinho que chegou, já está mais do que na hora de tornar as nossas casas mais quentes.


#1 usem cores, texturas e misturem padrões

Eu adoro misturar padrões e texturas porque sinto sempre que isso cria camadas visuais. Então óbvio que já deu para perceber que não gosto nada daquelas casas frias, impessoais e todas brancas. Uma forma de tornar a casa quente é usar tons igualmente quentes. Eu uso muito o verde e o castanho (porque adoro plantas) mas fica ao critério de cada pessoa. E podem fazê-lo com almofadas, quadros, mantas... Para quem gosta de padrões ousados, as mantas com padrões animal são um exemplo (esta é do Jumbo e há mais padrões) e vão adicionar conforto e criatividade à vossa casa.

#2 Acessórios: velas, livros (óbvio) e mantas de lã

No ano passado fiquei louca quando encontrei edredões borreguito no Jumbo (podem ver neste post e até ver as diferenças na minha casa no inverno passado e agora) e falei tanto neles que quase todas as minhas amigas foram buscar para elas. E, enfim, já andava a ansiar por outro. Dei o do ano passado à minha mãe e agora tenho um creme porque decidi tornar a decoração do meu quarto mais em tons terra. E usarem mantas, texturas polares, velas e livros vai tornar instantaneamente a vossa casa mais acolhedora e com uma aparência mais quente.

Muita gente me diz que a minha casa tem um aspecto confortável e perguntam onde me vou inspirar. Mas não é uma tarefa difícil e uma vez que comecem a rodear-se de coisas que vos façam sentir acolhidos no vosso próprio espaço, vão encontrar novas formas de tornar as paredes ao vosso redor uma extensão natural dos vossos sentimentos, estados de espírito e emoções sem terem de ir procurar muita inspiração. Está tudo dentro de vocês.
O meu quarto no inverno passado ainda tão despido porque morava aqui há alguns meses; e o meu quarto agora.

#3 Adicionem mantas onde for possível


Eu sou obcecada por mantas e pelos, então talvez esta seja uma sugestão muito pessoal. Mas, acreditem, funciona. Tenho umas dez mantas espalhadas pela casa. Primeiro porque a minha casa é muito fria (fantástico no verão mas um sofrimento agora) e, segundo, porque as mantas têm uma forma de nos fazer sentir quentes e podemos incorporá-las na nossa decoração: na sala, na cama, no sofá, no vosso cadeirão de leitura, na cadeira do escritório, nas almofadas (estas almofadas são do mesmo padrão da manta. Passei a vida a gozar com a minha mãe e agora também gosto de fazer pandã. Oh céus!) e, porque não?, nos tapetes.

#4 Peças multifuncionais

Gosto sempre de coisas que permitam várias utilidades. Tenho dois banquinhos que também são caixa (porque a parte de cima sai e dá para ter coisas guardadas lá dentro, normalmente tenho mantas) e as mesas com fundo são outra forma de guardar coisas lá dentro e dar, ao mesmo tempo, um toque de aconchego. Neste caso, com livros, claro. Na sala, esta cesta é, na verdade, para lenha mas apaixonei-me por ela e serve para guardar as mantas, as almofadas e por vezes para a Tita dormir.

#5 Uma ode às bugigangas

Lembram-se quando todas as casas tinham bibelots espalhados por todos os cantos? Mon Dieu! Ainda bem que nos deixámos dessa moda estranha. Mas isso não significa que se perdeu o amor às bugigangas. Eu adoro caixas, caixinhas, velas, frascos, jarras, velas... tudo. E é uma forma de dar pequenos toques de cor à casa e, ao mesmo tempo, dar vida à nossa personalidade.



Todas as coisas destacadas deste post estão na nova coleção de decor de inverno do Jumbo (mantas, edredão, almofadas, tapete, velas, mesa, cesta...). Hurry up :)

Post escrito em exclusivo para Auchan.

3 comentários

  1. Finalmente, alguém como eu! 🙈 Para aí de mês a mês o meu quarto muda, não aguento muito tempo com as coisas dispostas da mesma maneira. Cada vez gosto mais de ti Helena!

    ResponderEliminar
  2. Adoro tudo! Quero ter uma casa igual à tua xD

    ResponderEliminar
  3. Helena, esse sofá é de onde?

    ResponderEliminar

Latest Instagrams

© Helena Magalhães. Design by FCD.