Onde e como comprar livros em segunda mão em português

9 de janeiro de 2019


Este é um tema recorrente nas minhas conversas convosco via Instagram: onde arranjo tantos bons achados em segunda mão. E eu divido os livros em segunda mão em dois grupos: os livros antigos e os livros recentes q.b que alguém leu, não quer mais ter em casa e colocou à venda. E para os dois só é preciso uma coisa: andar sempre atento. E nos sítios certos.

Os livros antigos...

Eu tenho grandes, grandes, grandes achados antigos como uma primeira tradução de Jane Eyre para português. E normalmente estas coisas encontro nas feiras e online. Eu gosto de ir a feiras e andar por ali tranquilamente a ver coisas. Às vezes os melhores achados estão mesmo ali à nossa frente, a serem vendidos por pessoas que não ligam assim tanto a livros. Este pequeno tesouro de Charlote Bronte encontrei na Feira da Ladra numa banca que tinha centenas de livros velhos. Andava a dar uma vista de olhos, até que li Bronte numa lombada e tirei o livro só para ver. E voilá, ele até cintilou para mim. O mais parvo? Paguei dois euros por ele.


Também já comprei alguns a um alfarrabista do Porto que envia por correio e que descobri no Facebook - é o Bibliognosta. A este em particular comprei o Filhos da Droga e o Papion, dois livros que nas mudanças de casa perdi porque nunca mais os encontrei em lado nenhum. E este é o tipo de lojas que podem procurar online ou no Facebook.

Uma coisa que também devem andar atento são as feiras de livros que, volta e meia, existem nas estações de comboio e metro. Também encontro muita coisa aí. A maioria nem é em segunda mão, são apenas livros mais antigos.

Os livros em segunda mão...
No outro dia alguém me dizia que eu, enquanto escritora, devo ser contra a troca e revenda de livros. Claro que não sou contra. Quem lê muito sabe que, por vezes, a carteira não acompanha a vontade de ler. E é aqui que se ganha em comprar livros em segunda mão, por vezes quase a metade do preço das lojas. A troca ou a revenda de livros não prejudica o escritor porque o passa a palavra continua.

Um dos sítios onde mais compro é na Livraria Déjà Lu que apenas tem livros em segunda mão. Já falei dela aqui, podem reler. E é uma livraria solidária em Cascais. Vou lá, pelo menos, uma vez por mês ver o que há de novidades e de achados. Passei lá na semana passada e encontrei um de Collen Hoover e o segundo volume da trilogia d'O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares. Cada um por seis euros. Preços bem simpáticos, não é?

Têm também sites como a Bibliofeira e o OLX claro. A própria Fnac também tem um segmento de livros em segunda mão. Espreitem aqui.

Os grupos e páginas no Facebook também são uma excelente opção. Têm o Bookmaniacs que, por cada livro vendido, doa duas refeições a associações de animais abanadonados. Têm também grupos como o Troca e Venda de Livros em Segunda Mão, o Venda e Troca de Livros Usados em Portugal e o SOS Livros: Troca & Venda de Livros.

As dicas que vocês me deram... 

Pedi no Instagram para me dizerem mais sítios, lojas, feiras para poder compilar aqui algumas ideias. E, afinal, há tanto sítio a explorar:

- A Feira da Vandoma no Porto;
- As lojas Cash Converters;
- As Feiras de Velharias ou da Bagageira que há um pouco por todo o país. Informem-se na vossa Junta de Freguesia se há alguma na vossa zona;
- A Feira de Alfarrabistas do Chiado aos sábados de manhã;
- A loja Mau Génio em Benfica;
- A livraria Sidarta em Viseu (com venda online);
- A Alfarrabista Alpha Livros (com venda online);
- A livraria Esperança na Madeira (com venda online);
- A livraria Antiqualha em Aveiro (com venda online);
- A Livraria Galileu em Cascais também costumo passar lá;
- A Livraria Tigre de Papel em Lisboa;

Muito se falou e previu sobre a morte lenta das livrarias mas, na verdade, os estudos indicam que as livrarias independentes e pequenas estão de novo a ganhar vida. Esta semana li este artigo que explica como o Instagram trouxe as livrarias novamente para a "moda", por assim dizer. Embora esta tendência de se fotografar livros por ser cool me faça um pouco de comichão, se muita desta gente que se quer fotografias em sítios da moda como as livrarias modernas, pelo menos, ler qualquer coisa... isto acaba por ser positivo.

Quando eu for rica, já sabem onde me vão encontrar: na livraria-café que vou abrir em Lisboa ;)

Se souberem de mais sítios para se comprar livros em segunda mão para acrescentar à lista, enviem-me!

3 comentários

  1. Raramente compro livros novos, a não ser que o autor ou autora sejan meus amigos ou conhecidos e quero apoiar o seu trabalho.
    Muitas vezes requisito na biblioteca e se ficar apaixonada pela história e sei que vou reler acabo por comprar no olx.

    ResponderEliminar
  2. Livraria de livros em segunda mão Passado dos Livros em Mafra!

    ResponderEliminar
  3. Nenhum aviso sobre livros roubados? Nenhuma aviso sobre a lei do preço fixo que impede as novidades de serem vendidas abaixo do preço preço por comerciantes mesmo que "usadas"?

    ResponderEliminar

Latest Instagrams

© Helena Magalhães. Design by FCD.