Buscar
  • Helena Magalhães

Este desafio tornou-se viral e diz que provavelmente só leram 6 livros de uma lista de 100


Adoro um bom desafio literário, principalmente um que nos enriqueça. E este está a ser interessante porque está envolto em algumas polémicas. A ideia base é: estes são os melhores 100 romances de todos os tempos e a maioria das pessoas só leu seis deles.

Diz que o desafio foi criado pela BBC e afirma que a maioria das pessoas apenas leu 6 livros dos 100 referidos na lista. Mas a BBC já desmentiu que nunca afirmou tal coisa (porque até seria um pouco snob). Fiz alguma pesquisa e, ao que parece, tudo começou em 2003 quando o segmento da BBC – The Bid Read – lançou um inquérito pelo romance favorito do Reino Unido (aqui). Um meme foi criado, então, na Internet, alguns livros foram alterados (e acrescentados uns quantos americanos) e disseminado a partir daí.

Isto é muito aquele tipo de coisas que nos faz pensar: O quê? A BBC diz que só li seis? Pois eu vou provar que li muito mais. E toca de começar a partilhar e está assim lançado um rumor.

Mas isso não invalida que este desafio não nos deixe a pensar no que andamos realmente a ler e se voltou a entrar nos temas da Internet em 2018 é porque há mesmo algo a dizer sobre isto. São clássicos, são considerados alguns dos melhores romances já escritos e são leituras que têm impacto em nós. Se há mesmo um fundo de verdade que uma pessoa normal apenas terá lido seis desta lista de cem… os hábitos de leitura têm mesmo que mudar.

A GoodReads diz que o leitor comum da GoodReads terá lido 23. Eu fiquei extasiada por ter feito as contas e li, pelo menos, 27! VINTE E SETE minha gente!

Entre Lolita, Gatsby, Anna Karenina, A Mulher do Viajante do Tempo, O Principezinho, 100 anos de Solidão, Mulherzinhas, O Diário de Bridget Jones, vários de Jane Austen, Thomas Hardy e muitos outros, a verdade é que anseio ler todos estes cem.

Deixo-vos com a lista dos 100 romances mais importantes da história e que toda a gente deveria ler. Digam-me que não leram só seis, please 🙂 Nota: já traduzi todos para português


1 — Orgulho e Preconceito (1813), Jane Austen


2 — O Senhor dos Anéis (1954), J. R. R. Tolkien


3 — Jane Eyre (1847), Charlotte Brontë


4 — Harry Potter e a Pedra Filosofal (1997), J. K. Rowling


5 — Mataram a Cotovia (1960), Harper Lee


6 — Bíblia Sagrada


7 — O Monte dos Vendavais (1847), Emily Brontë


8 — 1984 (1949), George Orwell


9 — Coleção Mundos Paralelos (1995-2000), Philip Pullman


10 — Grandes Esperanças (1861), Charles Dickens


11 — Mulherzinhas (1869), Louisa May Alcott


12 — Tess dos D’Urbervilles (1892), Thomas Hardy


13 — Catch-22 (1961), Joseph Heller


14 — A Peste (1947), Albert Camus


15 — Rebecca (1938), Daphne du Maurier


16 — O Hobbit (1937), J. R. R. Tolkien


17 — O Canto dos Pássaros (1993), Sebastian Faulks


18 — À Espera no Centeio (1951), J. D. Salinger


19 — A Mulher do Viajante no Tempo (2003), Audrey Niffenegger


20 — Middlemarch (1871), George Eliot


21 — E Tudo o Vento Levou (1936), Margaret Mitchell


22 — O Grande Gatsby (1925), F. Scott Fitzgerald


23 — A Casa Sombria (1853), Charles Dickens


24 — Guerra e Paz (1867), Lev Tolstói


25 — À Boleia pela Galáxia (1979), Douglas Adams


26 — Reviver o Passado em Brideshead (1945), Evelyn Waugh


27 — Crime e Castigo (1866), Fiódor Dostoiévski


28 — As Vinhas da Ira (1939), John Steinbeck


29 — Alice no País das Maravilhas (1865), Lewis Carroll


30 — O Vento nos Salgueiros (1908), Kenneth Grahame


31 — Anna Karenina (1877), Lev Tolstói


32 — David Copperfield (1850), Charles Dickens


33 — A Oeste Nada de Novo (1929), Erich Maria Remarque


34 — Emma (1815), Jane Austen


35 — Persuasão (1817), Jane Austen


36 — Coleção As Crónicas de Nárnia (1950), C. S Lewis


37 — O Caçador de Pipas (2003), Khaled Hosseini


38 — O Bandolim do Capitão Corelli (1994), Louis de Bernières


39 — Memórias de uma Gueixa (1997), Arthur Golden


40 — Ursinho Pooh (1921), Alan Alexander Milne


41 — A Quinta dos Animais (1945), George Orwell


42 — O Código Da Vinci (2006), Dan Brown


43 — Cem Anos de Solidão (1967), Gabriel García Márquez


44 — Folhas de Erva (1855), Walt Whitman


45 — A Mulher de Branco (1860), Wilkie Collins


46 — Anne dos Cabelos Ruivos (1908), Lucy Maud Montgomery


47 — Longe Da Multidão (1874), Thomas Hardy


48 — A História de Uma Serva (1985), Margaret Atwood


49 — O Deus das Moscas (1954), William Golding


50 — Expiação (2001), Ian McEwan


51 — A Vida de Pi (2001), Yann Martel


52 — O Messias de Duna (1965), Frank Herbert


53 — Fazenda Maldita (1932), Stella Gibbons


54 — Sensibilidade e Bom Senso (1811), Jane Austen


55 — Um Bom Partido (1993), Vikram Seth


56 — A Sombra do Vento (2001), Carlos Ruiz Zafón


57 — História de Duas Cidades (1859), Charles Dickens


58 — Admirável Mundo Novo (1932), Aldous Huxley


59 — O Estranho Caso do Cão Morto (2003), Mark Haddon


60 — O Amor nos Tempos do Cólera (1985), Gabriel García Márquez


61 — Ratos e Homens (1937), John Steinbeck


62 — Lolita (1955), Vladimir Nabokov


63 — A História Secreta (1992), Donna Tartt


64 — Rumo ao Farol (1927) Virginia Woolf


65 — O Conde de Monte Cristo (1845), Alexandre Dumas


66 — Pela Estrada Fora (1957), Jack Kerouac


67 — Judas, O Obscuro (1895), Thomas Hardy


68 — O Diário de Bridget Jones (1996), Helen Fielding


69 — Os Filhos da Meia-Noite (1981), Salman Rushdie


70 — Moby Dick (1851), Herman Melville


71 — Oliver Twist (1838), Charles Dickens


72 — Drácula (1897), Bram Stoker


73 — O Jardim Secreto (1911), Frances Hodgson Burnett


74 — Regresso à Pequena Ilha (1995), Bill Bryson


75 — Ulisses (1922), James Joyce


76 — Campânula de Vidro (1963), Sylvia Plath


77 — Pergunta ao Pó (1939), John Fante


78 — Germinal (1885), Émile Zola


79 — A Feira das Vaidades (1847), William Makepeace Thackeray


80 — Possessão (1992), Antonia Susan Byatt


81 — Um Cântico de Natal (1843), Charles Dickens


82 — Atlas das Nuvens (2004), David Mitchell


83 — A Cor Púrpura (1982), Alice Walker


84 — Os Despojos do Dia (1989), Kazuo Ishiguro


85 — Madame Bovary (1856), Gustave Flaubert


86 — Memórias de Adriano (1951), Marguerite Yourcenar


87 — A Teia de Charlotte (1952), Elwyn Brooks White


88 — As Cinco Pessoas que Encontramos no Céu (2003), Mitch Albom


89 — As Aventuras de Sherlock Holmes (1892), Arthur Conan Doyle


90 — A Casa da Árvore (1939-1951), Enid Blyton


91 — Coração das Trevas (1899) Joseph Conrad


92 — O Pequeno Príncipe (1943), Antoine de Saint-Exupéry


93 — Fábrica das Vespas (1984), Iain M. Banks


94 — Era uma vez em Watership Down (1972), Richard Adams


95 — Uma Conspiração de Estúpidos (1980), John Kennedy Toole


96 — A Náusea (1938), Jean-Paul Sartre


97 — Os Três Mosqueteiros (1844), Alexandre Dumas


98 — Hamlet (1609), William Shakespeare


99 — Charlie e a Fábrica de Chocolate (1964), Roald Dahl


100 — Os Miseráveis (1962), Victor Hugo

#Livros

© 2014-2019 Helena Magalhães. Todos os Direitos Reservados.