Buscar
  • Helena Magalhães

Livros são vida: as estantes e mesas de cabeceira de mais de 100 portugueses


OBRIGADA A TODAS (e a meia dúzia de homens que se juntaram)!

É a primeira coisa que tenho a dizer. Porque de facto foi, à falta de melhor palavra, incrível ver a quantidade de gente que decidiu aderir ao meu desafio e mostrar-me as suas estantes e mesas de cabeceira.

E porque fiz isto? Primeiro porque adoro livros. Segundo porque adoro mostrar a quem me segue (e principalmente à geração mais nova) que os livros são cool. E por último porque esta é uma forma de criar uma comunicação positiva entre as pessoas.

Tudo começou porque uma rapariga partilhou comigo que tinha ido de férias com uns amigos e levou uns livros para ler. Mas eles começaram a gozar com ela, não entendiam porque tinha levado livros, que ler era aborrecido e para pessoas que não tinham nada para fazer ou eram solitárias e afins. E ela estava a dizer-me que se sentia feliz por ver, através de mim, que não era bem assim. E que o BookGang lhe mostrava como tanta gente afinal também gostava de ler.

Depois de lhe ter dito que shit de amigos que tens (brincadeira!), comecei a pensar que podia mostrar como os livros fazem parte da vida tanta gente e, felizmente, de cada vez mais gente neste mundo tão digital.

E um dia à tarde pedi para (quem quisesse) me mostrarem as suas mesas de cabeceira literárias numa perspectiva de mostrar a esta rapariga como taaaaaaaantos de nós não abdicam de um livro no seu dia-a-dia. Rapidamente este desafio passou para prateleiras e estantes. E é isto que é incrível. Como é que alguém pode dizer que ler é chato? Ler é uma das melhores coisas da vida.

Decidi, então, compilar o máximo de estantes, mesas de cabeceira e prateleiras que consegui para inspirar a quem anda tão agarrado ao telemóvel a pegar num livro. Nem que seja só por um dia. Se tantos de nós vivemos com os livros ao nosso lado, não acham que há qualquer coisa de errado em vocês se perdem todo o vosso tempo a ver redes sociais?

Decidi manter as mensagens das pessoas porque acho giro as explicações que dão. E noutros casos são os próprios stories que eu fiz, com as minhas observações meio tolas.

Espero que se sintam inspirados com todas estas casas literárias 🙂


























#Livros

© 2014-2019 Helena Magalhães. Todos os Direitos Reservados.