Buscar
  • Helena Magalhães

Porque beber chá é fixe. E bom!


A sério que vais beber chá? Sim, vou. É isto que estou sempre a ouvir. Também com variações mais ou menos jocosas: vais beber um cházinho? Vá, pede lá um cházinho. Quero um mojito e tu? Um cházinho? Porque tens 80 anos? Quiçá, se calhar tenho. Já me perguntaram porque no livro falo tanto em beber chá e na verdade o que eu quero é mostrar uma personagem (eu narradora e não eu própria, por favor não confundam) que foge dos conceitos clichés da “escritora” a beber vinho pela noite dentro a la Carrie Bradshaw. Porque é exactamente assim que eu sou e queria transportar esse meu lado para a narradora e para a envolvência do livro. Raramente bebo álcool e não há um único dia em que não beba uma chávena de chá para me aquecer o corpo e a alma.

Então sou a pessoa certa para falar de chás e para opinar sobre todo este universo hihihi. Embora o chá seja algo british, foi a infanta Catarina de Bragança (mais tarde rainha) que criou este hábito nos ingleses. E é um excelente substituto para quem bebe demasiado café (não é o meu caso) ou refrigerantes às refeições (também não é o meu caso). A única coisa que faço mal (e um crime para muita gente) é que encho os chás de açúcar mas não o consigo evitar.

O que não falta em minha casa é chá de todos os feitios. E embora use muito mais as saquetas no dia-a-dia – porque são mais rápidas e fáceis, é verdade – gosto de o ter também na sua versão em ervas, raízes ou pó. Porque, sei lá, o chá que bebo também depende do meu estado de espírito.

O meu favorito dos favoritos é o chá preto. Sem leite – porque não bebo leite há bem mais de 15 anos. Todos os pretos, de todas as marcas e misturas. Qualquer pessoa que venha a minha casa, leva com um chá. Como diz o Sheldon – oferecer uma bebida quente faz parte da arte de bem receber.

Tenho vários conjuntos de chás – dois antigos da minha avó que passaram para a minha mãe e agora para mim (mostro noutra altura). E tenho coisas que uso mais no dia-a-dia porque, c’mon, não vou lavar chávenas com 50 anos três vezes ao dia. Assim não chegam aos meus netos…..  Regressando à realidade, todas estas coisas de chá que mostro agora são da decoração do Jumbo Moda (que está com uma nova campanha de decor de chás e cafés, vejam aqui). O Eddy também gosta.





#LOVEampLIFE

© 2014-2019 Helena Magalhães. Todos os Direitos Reservados.