Buscar
  • Helena Magalhães

O Ernesto pouco honesto ou o idiota que nunca cresce


Já todas as mulheres tiveram um Ernesto Pouco Honesto na sua vida – sabem? Aquele tipo de idiota que basicamente nunca cresce – que conta meias verdades enroladas com meias mentiras e que foge com o rabo à seringa em todas as oportunidades de ser um homem.

Encontrar um bom tipo não é fácil. Cada vez mais tenho a noção que é como encontrar uma agulha num palheiro e, até lá, todas vamos tropeçar numa série de más relações e idiotas primeiro. Independentemente de quem diga que quer um tipo alto, moreno, assim e assado, o que nós realmente queremos é um tipo que, caramba, não nos parta o coração, que não nos trate como mais um número na sua cama e que tenha consideração pelos nossos pensamentos e sentimentos.

A fim de evitar muitas dores, constrangimentos e tempo desperdiçado, vou listar tooooodos os tipos de idiotas com que nenhuma mulher quer, de maneira nenhuma, namorar. E o primeiro é o Ernesto Pouco Honesto, que é qualquer coisa como aquele que nunca cresce e que se esconde atrás da sua máscara de pseudo-intelectual que ninguém percebe.

Quando conhecemos um tipo e ficamos encantadas, ele parece sempre o homem ideal. É bonito, faz-nos rir e é maravilhoso na cama. E muitas vezes, agarramo-nos a estas pequenas coisas boas e ignoramos as birras, as mensagens por não responder porque ficou amuado ou o achar que tem sempre razão. O Ernesto Pouco Honesto pensa e age como um adolescente a vida toda. Ter um Ernesto Pouco Honesto pode ser muuuuito divertido quando temos 20 anos. Mas a partir do momento em que temos carreiras, casas, famílias e finanças para gerir, o Ernesto Pouco Honesto acha que a culpa não é dele mas sim de tooooda a gente que o rodeia que não percebe como a vida dele é difícil.

Se querem um homem que anda a saltar de emprego em emprego, que fica horas a jogar computador, que não controla as suas finanças, que não cumpre os seus compromissos, que vos pede dinheiro emprestado e não devolve, que passa as sextas-feiras à noite a beber cerveja até de manhã, que passa o sábado a dormir, que vai jantar convosco e vocês têm sempre de pagar porque ele nunca tem dinheiro na carteira, o Ernesto Pouco Honesto existe em cada esquina. Mas acredito que, para a maioria das mulheres, isto não seja a relação de sonho que procuram.

Por isso, se tropeçarem num tipo que nunca cresce, mandem-no juntar-se ao seu clã online para jogarem World of Warcraft ou qualquer coisa idiota parecida enquanto vocês continuam a viver e a aproveitar a vossa vida. Por mais fantástico que seja na cama, não percam tempo a tentar compreender, mudar ou adaptar-se a um homem assim. Acreditem, ele nunca se vai comprometer.

Porque eventualmente as coisas vão tornar-se sérias, ele vai começar a tentar fugir com o rabo à seringa e vocês vão acabar por receber uma SMS numa quinta-feira à noite a dizer que as coisas estão a ir demasiado depressa.

Sim, o Ernesto Pouco Honesto existe e continua, hoje em dia, feliz da vida a saltar de emprego em emprego, a não cumprir os seus compromissos e a vestir todos os dias a sua fralda ao invés das calças de homem adulto.

Oh well…

#LOVEampLIFE

© 2014-2019 Helena Magalhães. Todos os Direitos Reservados.