Buscar
  • Helena Magalhães

Bookcast #4 Os livros da nossa adolescência que deviam ser novamente lidos hoje em dia


Fui uma adolescente muito, muito feliz porque li muito. E ler faz sempre bem por isso digam isso às vossas filhas e irmãs mais nova. Que se preocupem menos com maquilhagem e mais com aventuras literárias. Li livros que mudaram a minha vida e a minha percepção da adolescência como a Lua de Joana de Maria Teresa Maia Gonzalez mas já me constou que, hoje em dia, já não é um livro assim tão impactante como o foi no meu tempo, embora faça parte do Plano Nacional de Leitura.

Eu tinha uma paixão pelo Johnny, como já sabem. Loiro, olhos verdes, cabelo à tigela, mota azul: os ingredientes do amor platónico, certo? E ele e os amigos (o pessoal cool lá da escola como podem imaginar) iam todos os dias para as terras nas traseiras da escola. Posso dizer-vos que numa tarde em que os vimos a descer a rua, eu e as minhas amigas corremos para a casa de uma delas cuja janela do quarto ia dar para as traseiras da escola e lá ficámos na varanda de binóculos durante uma eternidade para tentar perceber o que eles faziam. Vimo-los a fumar e já sabíamos que era droga e talvez agora isto pareça meio estúpido mas foi um choque para as nossas almas ingénuas de 14 anos. Porque ele era mágico para mim, era perfeito, um anjo e isso não casava com esta palavra tão assustadora para nós – as drogas. E eu só pensava na Lua de Joana e nas drogas e na morte e isso mexeu muito comigo. O livro fez-me ver as coisas de um prisma muito mais real e, caramba, todos os miúdos deviam ler este livro na escola secundária.

E depois há as colecções mágicas que marcaram toda uma geração e que eu vou querer que os meus filhos leiam: os livros Uma Aventura de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada cujo primeiro volume (Uma Aventura na Cidade, publicado pela primeira vez em 1982) eu e a Paula lemos e, sem combinar, gritámos o nome durante o podcast. Só para verem como este sucesso continua mesmo na geração digital, têm saído novos livros praticamente todos os anos (eu não sabia e durante a conversa no podcast estou fascinada por ir ser lançado um novo sem saber que, afinal, continuam a ser sair novas aventuras. Prometo, para os próximos podcasts, estudar melhor os temas antes das conversas), já há dois traduzidos para inglês e em Março vai ser lançado mais um novo livro – o número 60 vejam lá –  Uma Aventura com os nossos cinco amigos: Uma Aventura no Palácio das Janelas Verdes.

A Paula que é de outra geração acima da minha, falou ainda nas maravilhosas coleções de Enid Blyton que nunca li nem conhecia: As gémeas no colégio de Santa Clara e o Colégio das 4 Torres. E eu tenho 30 anos e agora apetece-me ler isto tudo.

A par com a Lua de Joana, havia muito naquela altura a moda de se ler livros deste género: Os Filhos da Droga (ainda um clássico hoje em dia) e a Paula referiu outros dois – Uma Adolescente em Fuga de Anne Saraga  e Eu Queria Usar Calças de Cardella que, pelas minhas pesquisas, já não se vendem em Portugal. Encontram um ou outro nos sites de vendas em segunda mão.

Sabem porque é que a moda da literatura young adult nunca vai acabar? Porque o ser humano, à medida que os anos passam, continua a ver na adolescência aquela altura mágica da vida a que quer sempre voltar. Este é um podcast para isso 🙂

Listen to “BOOKCAST: os livros da nossa adolescência” on Spreaker.https://widget.spreaker.com/widgets.js


#Livros

© 2014-2019 Helena Magalhães. Todos os Direitos Reservados.