© 2014-2019 Helena Magalhães. Todos os Direitos Reservados.

Buscar
  • Helena Magalhães

O AMOR É OUTRA COISA #38 Do que é que os homens têm medo?



No outro dia, ao jantar com um amigo que mora no Brasil e já não via há muito tempo, ele disse que eu continuava igual – igual ao que era nos nossos 20 anos. Continuas a dizer exactamente o que pensas e o que queres, disse-me ele. E isso assusta as pessoas, principalmente os homens.


Durante algum tempo, fiquei a matutar nesta ideia. Porque razão uma mulher que diz o que pensa poderia assustar um homem? Não seriam a sociedade e as relações mais fáceis de se levar se todos fossemos honestos com o que queremos e o que sentimos? Mas nós – o ser humano – gostamos de nos sabotar emocionalmente. Fazemos joguinhos mentais uns com os outros, escondemo-nos por trás de máscaras idiotas e estamos a tornar-nos numa geração que não se sabe apaixonar. Nada é espontâneo nem sincero. Nunca dá jeito. Estamos cansados. Precisamos de dormir. Fica para depois. O quê? A nossa vida.

As dúvidas

Se há homens que me leiam, respondam-me por favor. Façam serviço público a todas as mulheres que por aqui param. O que é que vos assusta realmente? O que é que vos leva a trocar uma mulher inteligente e com objectivos por uma miúda do Urban Beach? O que é que vos faz preferir um decote a uma cabeça? O que é que vos faz gostar mais de discotecas e menos de conversas a meio da noite? O que é que vos leva a preferir uns meses com alguém descartável a uma vida com uma mulher fascinante?

E isto não são perguntas com rasteira, juro. Nós, mulheres, precisamos de perceber isto. Porque não faz sentido que um homem interessante, com sonhos, obejctivos de vida e as ideias no sítio se sinta realizado com alguém cujo feed de Instagram pareça a revista da Playboy e tudo o que tem para dar está concentrado debaixo do soutien copa D.

As teorias


Eu e algumas amigas discutimos várias teorias esta semana e escrevi algumas num papel:

1) Os homens precisam de estar com mulheres que considerem inferiores para se sentirem superiores (prevejo aqui muitos child issues por resolver).

2) Os homens têm medo que uma mulher inteligente acabe por perceber que eles não o são.

3) Os homens têm medo de ser abafados por uma mulher que seja melhor que eles.

4) Os homens gostam de ser colocados num pedestal e não conseguem estar com mulheres independentes.

5) Mulheres inteligentes e independentes fazem-nos sentir menos masculinos.

E isto é interessante. Um artigo do Telegraph diz que, na teoria, os homens gostam de dizer que preferem mulheres com carreiras de sucesso, inteligência e independência mas, na prática acabam por fazer outra coisa porque muitos não se sentem confortáveis com a ideia de serem ofuscados por uma parceira. E, não só enquanto escritora e pessoa interessada em relações humanas mas, principalmente, enquanto mulher, é fascinante o problema de pares que isto cria e, provavelmente, a razão para eu conhecer tantas mulheres maravilhosas e solteiras. 

Afinal, tudo se resume a um único problema: egos. Custará muito a um homem perceber que uma mulher que compita com ele intelectualmente não o vai destruir mas sim reforçar? Alguém com quem partilhar sonhos? Ideias? Projectos de vida? 

Provavelmente, eu sou dessas mulheres que vai continuar a assustar os homens com as minhas conquistas profissionais e individuais, das quais estou muuuuuuito orgulhosa. Eu vou continuar a escrever, a criar projectos, a correr atrás dos meus sonhos, a montar ideias, a trabalhar com pessoas fascinantes todos os dias, a dizer o que penso, a ser exactamente aquilo que quero ser e, não, não vou precisar de um homem. Mas vou gostar de ter a meu lado um que vibre tanto com as minhas conquistas e ideias de vida quanto eu. E que não sinta o seu ego ameaçado por elas.

Homens, respondam-me: do que é que vocês têm, afinal, tanto medo?

#OAmoréOutraCoisa