Buscar
  • Helena Magalhães

O ano de 2016 em livros e sugestões para 2017


Uma das coisas que mais me fez ganhar este ano foi ter conseguido, devagarinho e aos poucos, conquistar leitores simplesmente pelas minhas sugestões de livros. A literatura foi algo que, desde criança, mudou a minha vida e a minha forma de ser. Embora tenha tido fases em que, obviamente, li muito menos, os livros souberam sempre encontrar o caminho de volta até mim… ou eu até eles. Este foi um dos anos em que mais li e claro que agradeço a todos os que me enviaram livros (Fnac, Bertrand, Jumbo, Esfera dos Livros…) mas grande parte foram descobertas minhas – como falei neste post: em feiras, promoções, etc – foram sugestões que vocês me deram e, claro, presentes que me ofereceram. Em género de rentrée, pensei em fazer um apanhado das coisas que li em 2016 – e adorei – e também dos livros que quero ler em 2017 para vos inspirar a ler mais: no comboio para o trabalho, na hora de almoço na esplanada, na cama antes de dormir, no sofá a um sábado de chuva… todos os momentos são bons para entrar numa nova aventura.

Livros para ler 2 vezes

Eu sou freelancer, como todos sabem, pelo que sei que tenho um registo de vida muito mais livre para ler do que a maioria das pessoas. E voltar a ler livros que já li é – acreditem – algo que me dá imenso prazer. É como se a história se fosse desenrolando na nossa cabeça como um déjà vu em que sentimos que sabemos o que vai acontecer mas não nos lembramos ao certo. Andava há séculos a dizer que queria ler os policiais de Robert Galbraith (J.K.Rowling) e quando encontrei o primeiro em promoções, comprei-o imediatamente. Comecei a lê-lo em pulgas quando, ao fim de 10 páginas, pensei: eu já li isto. E já tinha lido de facto, mas fui até ao fim. Agora quero ler os outros dois que – não tenho a certeza mas acho meeeesmo – nunca li. Estes foram alguns dos que reli este ano e, para quem nunca os leu, valem muito a pena. O Mataram a Cotovia é uma história engraçada: comprei o Vai e Põe uma Sentinela sem nunca ter lido este. Agora vou ler este e voltar a reler o outro.

Clássicos que (ainda) não tinha lido e outros que, por favoooor, têm de ler em 2017

Jane Austen, as irmãs Bronte, Fitzgerald, Eça de Queirós… eu sou uma mulher de clássicos. As histórias intemporais fazem-me acreditar (ainda mais) no poder da literatura, na marca que deixa no mundo e no quão cíclico é o universo em que habitamos. São clássicos porque poderiam ter sido escritos hoje em dia e, mesmo assim, retratar tão bem a nossa sociedade. Ou fazer-nos (re)pensar a nossa vida hoje como há 100 anos. Ainda tenho muitos, mesmo muitos, por ler mas finalmente risquei alguns da minha lista. Entre esses e os que vos obrigo a ler (obrigo mesmo), deixo-vos com estes para 2017:

Descobertas interessantes de 2016…

Tive a sorte de, este ano, ter tido acesso a muitas novidades que, de outra forma, talvez não tivesse lido – ou pelo menos não em timing de lançamento – bem como o acesso a muitas coisas giras que fui descobrindo e que marcaram, sem dúvida, os meus últimos meses. Estes são 10 livros que li este ano e que, se não leram, ainda vão a tempo de ler em 2017.

Livros que me emprestaram e que eu ofereci

Este ano ofereci alguns livros de Robin Sharma à Miranda e, ao mesmo tempo, tenho aqui alguns que me emprestaram para ler por saberem que vou gostar (e que ainda não li mas que me vou obrigar a ler nos próximos meses juntamente com os de que falo a seguir). Quando fui à livraria Déjà Lu ouvi duas senhoras a falar sobre um livro – Blues – e a comentar que já o tinham lido e oferecido a amigas várias vezes. Fiquei imediatamente de antenas no ar e agarrei logo nele. Ainda não li mas está já no monte dos a ler ASAP. Neste exacto momento, estou a ler um que a Sara Cabido me ofereceu no nosso brunch de Natal: O Tempo entre Costuras – vou a meio e a arrastar para não acabar. Mais tarde, quero ver a série espanhola que foi feita com alguns atores portugueses.

Livros que já comprei para ler em 2017

Já tenho aqui um monte interminável de livros para ler em 2017 que, a acrescentar aos que vou adquirir ao longo deste ano, só tende a aumentar e a aumentar. Eu sou uma pessoa simples e não tenho pudores em dizer que gosto de ler coisas extremamente YA (young adult) por mais infantis que possam parecer. Tal como também gosto de ler clássicos, policiais, romances históricos e até livros pesados para pensar. Tem tudo a ver com o momento em que os estou a ler. O mês passado comprei A Amiga Genial e o Lar da Senhora Peregrine porque já queria muito (e porque vi o filme do segundo e amei). Trouxe só os primeiros volumes e, se gostar (tenho a certeza que vou), comprarei então os seguintes. Por outro lado, na Feira do Livro, comprei os primeiros três volumes da Academia de Vampiros porque custavam 3€ cada e porque, enfim, adoro livros de fantasia e fantástico. Deixo-vos 10 que estão na minha prateleira à espera do momento certo.

Voilá. Estas são algumas das minhas sugestões. Poderiam ser muitas, muitas mais porque perco-me quando começo a falar de livros. 

Deixem-me as vossas sugestões. O que leram? O que pretendem ler? O que têm na vossa bucket list para 2017?

#Livros

© 2014-2019 Helena Magalhães. Todos os Direitos Reservados.